Ayn Rand: Objetivismo, razão e Fé
Liberdade / 06/10/2017

Este artigo tem como objetivo fazer uma reflexão entre a filosofia Objetivista e o Cristianismo. Mesmo sabendo que a “fundadora” desta filosofia era ateia e acreditava que razão deveria sempre se sobressair em relação a fé religiosa, iremos abortar pontos que podem evidenciar a ignorância e preconceitos de vários “objetivistas” em relação a Bíblia. As três principais divergências da Religião e o Objetivismo, segundo os “objetivistas” a) Objetivismo defende a primazia da Existência e diz que as coisas são o que são e o que desejarem não vai mudar isso. Já a religião significa o primado da consciência e diz que as coisas são o que Deus quer que elas sejam. Aqui é um ponto interessante, pois devemos além de considerar a primazia da existência devemos avaliar o propósito do mesmo ou se tudo existe por um “golpe de sorte”. E se não existe um proposito determinado para as coisas elas podem em algum momento em outro “golpe de sorte” serem totalmente transformadas, ao simples capricho da sorte. b) Objetivismo diz que você só pode conhecer as coisas pela lógica lidando com as evidências de seus sentidos. A religião diz que você só pode saber o que Deus diz a…