A verdadeira Mais – Valia
Liberdade e Estado / 04/09/2017

O célebre conceito de mais-valia é um dos pilares centrais do pensamento marxista na qual trata a organização social pelo prisma do denominado “materialismo histórico”. Desta forma a concepção de “trabalho” é entendido como o processo pelo qual o ser humano utiliza-se de sua força para controlar e modificar a natureza, apropriando-se de seus recursos para produzir meios de satisfazer suas necessidades. Ao produto desse trabalho se refere como “valor de uso”. Isso quer dizer que o valor de uso de qualquer mercadoria é determinado pela quantidade de trabalho utilizada em sua produção. Portanto o conceito de mais-valia insere-se na relação entre o custo de produção da mercadoria, valor de uso, valor de troca e o valor do trabalho aplicado na produção. Na qual para o capitalista (dono dos meios de produção) possa obter lucro, o trabalhador é obrigado pelo seu contrato de trabalho a receber menos por mês do que a riqueza que ele gera. Essa produção que excede o necessário para o pagamento de seu salário é recolhida pelo capitalista, tornando-se o que Marx denominou de mais-valia. Portanto a teoria da mais-valia “demonstraria” os conflitos entre classes. O chamado “materialismo histórico” pauta-se na relação de exploração entre trabalhador…