Carta aos Petistas
Liberdade e Estado / 22/10/2018

Parafraseando o ex-presidente Lula na sua “Carta ao povo brasileiro” de 2002, o Brasil quer mudar. Mudar para crescer, incluir, pacificar. Mudar para transformar a nossa economia estatizante dos últimos 24 anos. O Estado Brasileiro atualmente esta maior que a própria nação e por isso se achar no direito de decidir o que deve ou não ser feito. Isto, é: como devemos educar nossos filhos, quais devem ser as nossa orientações sexuais, o que devemos comer, como devemos pensar. Durante os governos FHC, Lula, Dilma-Temer, o Estado utilizando do discurso da inclusão fez o prior crime contra uma nação: destruir os valores do individuo em favor de uma tal coletividade. Situação na qual vem sendo retirado de cada brasileiro o direto de pensar, agir e ser diferente. A ditadura cultural do politicamente correto quase acabou com uma geração ao tentar retirar a vontade de questionar e de ser disruptivo. No campo econômico, este aumento exagerado, fez com que o custeio da máquina pública sufocasse por meio dos impostos a capacidade de investimento do nosso setor produtivo. Tal situação é conhecida com “Custo Brasil”. E tudo isto tendo como discurso vazio a distribuição de riquezas e o fim da desigualdade social….